español   français   english   português

dph participe la coredem
fr.coredem.info

rechercher
...
dialogues, propositions, histoires pour une citoyenneté mondiale

A guerra dos OGMs continua

Luc Vankrunkelsven

01 / 2004

Enquanto os parlamentares são convocados durante o recesso para comparecer em Brasília para discutir e votar, entre outros, a ‘lei de Biossegurança’, o governador do Paraná continua sua luta para manter o estado livre de transgênicos. O ministro da agricultura boicota suas iniciativas o máximo que pode. Em dezembro de 2003, o Supremo Tribunal Federal julgou inconstitucional a lei estadual que proíbe o cultivo de transgênicos no Paraná. Na semana passada, o governador Roberto Requião esteve em Brasília. É que ele quer, por um lado, re-estatizar as rodovias estaduais tirando-as do controle das concessionárias privadas e, por outro lado, construir a ferrovia da soja entre Guarapuava e Cascavel. Mas é claro que também se falou sobre soja transgênica. O presidente Lula lhe garantiu que apóia a reivindicação de manter o Paraná como uma área livre de transgênicos.

Jornal de 20/1/04:

O governo do Paraná encontrou uma saída! Graças a uma brecha na lei que transformou a safra de soja transgênica do Brasil, de 2004, de ilegal em legal, o Paraná pode, agora, combater os transgênicos. É que o Glifosato da Roundup, ‘O’ herbicida que deve ser utilizado junto com a soja transgênica continua proibido no Brasil. Portanto, também no Rio Grande do Sul, onde 90% da soja é transgênica.

Agora, o Paraná vai intensificar a fiscalização. Se encontrarem resíduos do Roundup da Monsanto, o agricultor terá que pagar uma multa de R$ 19 mil  (1). Outras medidas – como destruição das lavouras ou da colheita até pena de prisão de dois a quatro meses – são cogitadas.

Segundo outra matéria do mesmo jornal, o presidente Lula considera a lei de Biossegurança da ex-senadora e atual ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, da mais alta prioridade. O Brasil tem uma das maiores biodiversidades do mundo e quer protegê-la da biopirataria. O fenômeno da ‘manipulação genética’ também será regulamentado nesta lei.

Quem será o vencedor: a estratégia do fato consumado ou a política? Será que os políticos ainda conseguirão dirigir a sociedade a serviço do bem comum?

 

(1) Janeiro 2004: 1 euro= cerca de R$ 3,40; novembro 2005: 1 euro = cerca de R$ 2,60.

Mots-clés

soja, Organisme génétiquement modifié (OGM), sécurité alimentaire, biodiversité


, Brésil

dossier

Navios que se cruzam na calada da noite: soja sobre o oceano

Notes

Esse texto foi tirado do livro « Navios que se cruzam na calada da noite : soja sobre o oceano » de Luc Vankrunkelsven. Editado pela editora Grafica Popular - CEFURIA en 2006.

Fetraf (Fédération des travailleurs de l’agriculture familiale) - Rua das Acácias, 318-D, Chapecó, SC, BRASIL 89814-230 - Telefone: 49-3329-3340/3329-8987 - Fax: 49-3329-3340 - Brésil - www.fetrafsul.org.br - fetrafsul (@) fetrafsul.org.br

Wervel (Werkgroep voor een rechtvaardige en verantwoorde landbouw [Groupe de travail pour une agriculture juste et durable]) - Vooruitgangstraat 333/9a - 1030 Brussel, BELGIQUE - Tel: 02-203.60.29 - Belgique - www.wervel.be - info (@) wervel.be

contact plan du site mentions légales