español   français   english   português

dph participe à la coredem
fr.coredem.info

rechercher
...
dialogues, propositions, histoires pour une citoyenneté mondiale

Um futuro de histórias presentes

(Un futur d’histoires présentes)

Edileuza Neves ROCHA

06 / 1996

A nova ordem mundial nos impele para reflexões que envolvem as questões culturais nos processos sócio-políticos-educacionais.

Vivemos e convivemos com histórias que nos mostram e nos fazem repensar em tudo o que foi feito até os dias presentes, ao nível da educação e cultura. Com o pensamento vem a certeza de que estamos trilhando e caminhando certo, já que essa trilha só tem nos proporcionado momentos gloriosos. Mediante tudo isso a perspectiva é de que o futuro seja de resultados positivos e benevolentes no processo educacional, cultural e social.

Nossa história pode ser chamada de "uma história bem contada". Fomos desafiadas a desenvolver um trabalho que já realizávamos (sem muito êxito)mesmo sem apoio, sem estímulo, acreditávamos que um dia poderia dar certo, e deu. Levamos a sério a proposta, aceitamos o desafio e acreditamos no nosso potencial. O resultado veio a curto prazo. Na soma dos fatos temos um resultado positivo que nos mostra a cada momento vivenciado com nossos alunos a certeza de sentimentos que contagia a todos que hoje nos acompanham e nos fazem crer através de seus comportamentos que pelo menos no espaço ocupado por eles na escola, se tornam pessoas felizes.

As linguagens expressivas como o teatro, o mamulengo, a dança, constroem nas lições cotidianas, um processo criativo que emociona, resgata a auto-estima e promove elementos que aos poucos encorporam-se à identidade dos alunos e da comunidade.

No "caos" da favela, na falta de perspectivas de um mundo novo, colocamos a cultura não como alça salvadora, mas como elemento de esperança de indivíduos que ousam cantar e dançar o amor e a vida.

Mots-clés

éducation populaire, éducation, changement social


, Brésil, Pernambuco, Rio de Janeiro

Notes

Através do insentivo à produção e leitura de fichas de capitalização de experiências pedagógicas, a rede BAM pretende favorecer a um processo de formação continuada junto a coletivos de educadores de jovens e adultos (hoje, existentes nos estados do Rio de Janeiro e Pernambuco). Está apoiado numa metodologia que valoriza a autoria e promove a interação entre educadores de diferentes contextos.

Source

Texte original

SAPÉ (Serviços de Apoio à Pesquisa em Educaçào) - Rua Evaristo da Veiga, 16 SL 1601, CEP 20031-040 Rio de Janeiro/RJ, BRESIL - Tel 19 55 21 220 45 80 - Fax 55 21 220 16 16 - Brésil - sape (@) alternex.com.br

contact plan du site mentions légales