Chamada

a contribuições

Dossiês em preparação

2008 / 2009

- Povos indígenas - Atingir a sustentabilidade pelas filiais: da produção ao consumo

español   français   english   português

dph participa da coredem
pt.coredem.info

buscar
...
diálogos, propuestas, historias para uma cidadania mundial

Orquestra Sinfônica das Comunidades de Florianópolis

Uma experiência educativa, musical e social

Marcio VIEIRA DE SOUZA

04 / 2009

A Orquestra Sinfônica das Comunidades, é um projeto que foi idealizado e é coordenado pelo músico André Calibrina, que proporciona a crianças e adolescentes de comunidades de baixa renda marginalizadas de Florianópolis, capital do Estado de Santa Catarina no Brasil, acesso à formação musical clássica. O estudo abrange conhecimentos teóricos, práticos e técnicos instrumentais, além do canto. Com cerca de 400 crianças de 30 comunidades dos morros e periferia da cidade, o projeto cresce e ganha espaço com apoio da sociedade civil organizada.

André Calibrina começou a pensar num trabalho musical com as comunidades, ao chegar do Rio de Janeiro em 1984, quando foi aprovado no concurso para tocar tuba na Banda da Aeronáutica da base aérea de Florianópolis.

No final de 1999, quando assistia o ensaio da escola de samba Embaixada Copa Lord, percebeu a dona Uda, uma das dirigentes da escola carnavalesca, passar com um grande grupo de crianças da comunidade do Mont Serrat. Surgiu então a idéia de levar o ensino musical clássico aos morros da cidade, para envolver crianças e adolescentes num grande projeto artístico, social e de profissionalização.

A metodologia utilizada é de um ensino paralelo ao das escolas públicas onde os professores realizam aulas de prática instrumental, teoria musical, manutenção de instrumentos musicais em espaços cedidos pelas escolas públicas e associações de moradores, além da realização de concertos dentro das comunidades. A opção pela música erudita se deu pela possibilidade de profissionalização que ela oferece, de se construir uma carreira, como aconteceu com ele, que encontrou uma oportunidade como músico na Aeronáutica há 23 anos.

A projeto começou a se concretizar em 2003, quando a Prefeitura Municipal de Florianópolis aceitou apoiar o projeto através de convênio. Mas as dificuldades foram, e são, muitas para tocar o trabalho. Durante os últimos anos, o governo municipal que mudou de gestão, não cumpriu em vários momentos, o apoio prometido, fazendo com que se organizasse um movimento na sociedade civil para pressionar o Estado. Este movimento teve a frente, além, é claro, dos idealizadores e apoiadores do projeto, a Comissão de Mães da Orquestra Sinfônica das Comunidades.

Apesar das dificuldades, o trabalho da Orquestra das Comunidades vem se firmando e adquirindo respeito e reconhecimento da sociedade catarinense e brasileira. Pode-se destacar nos últimos anos, pelo menos 3 momentos de avanço e reconhecimento público.

Em janeiro de 2007 a Orquestra das Comunidades realizou uma excursão à cidade do Rio de Janeiro, divulgando seu trabalho no centro cultural do país, ganhando espaço na mídia nacional e se apresentando nos morros do Rio de janeiro, inclusive no Morro do Turano, local de nascimento de seu idealizador.

Em setembro de 2008 a orquestra virou reportagem jornalística do programa “Ação”, destinado a destacar ações positivas da sociedade civil, da principal emissora de televisão nacional do país, a Rede Globo.

Em outubro do mesmo ano, a Orquestra das Comunidades realizou um espetáculo se apresentando do Teatro Ademir Rosa no Centro Integrado de Cultura, principal palco de apresentação cultural do Estado de Santa Catarina com apoio do Governo Estadual e de várias empresas de grande porte nacional.

Palavras-chave

música, mudança cultural, acesso à educação, cultura popular


, Brasil

Comentários

Quando soube da produção e foi entrevistado para o conteúdo desta ficha DPH, André Calibrina fez questão de destacar que as crianças da Orquestra Sinfônica das Comunidades já sabem tocar e ensaiam dois hinos nacionais: o hino nacional brasileiro e a Marselhesa, hino nacional da França.

Fonte

Entrevista com André Calibrina, Andre Luiz Jesus dos Santos (coordenador do Projeto). Fone : 51 .(XX).48.99588514 - e-mail: <andrecalibrina (at) ig.com.br>

Universidade do Vale de Itajai (Programa de Mestrado em Gestão de Políticas Públicas da UNIVALI-SC (PMGPP-UNIVALI)) - Rua Uruguai, 458- Itajaí- Santa Catarina, BRASIL CEP: 88302-202 - Brasil - www.univali.br

contacto mapa do site menções legais