Chamada

a contribuições

Dossiês em preparação

2008 / 2009

- Povos indígenas - Atingir a sustentabilidade pelas filiais: da produção ao consumo

español   français   english   português

dph participa da coredem
pt.coredem.info

buscar
...
diálogos, propuestas, historias para uma cidadania mundial

O desafio da Matemática

Joelma de Souza VIEIRA

09 / 1996

"Por que dar zero, se existem tantos números?" Malba Tahan fez esta indagação, mostrando a riqueza da Matemática, que possui tantas opções, relações...; mas, às vezes é esquecida pelos professores de Matemática, travestidos de vilões da novela das oito.

Em geral, aquele que sobreviveu à Matemática ficou adestrado a números, fórmulas, regras... Faltou-lhe a compreensão, a ludicidade, a lógica, a alegria, a descoberta...E, ao trabalhar a Matemática com os alunos, o "ex-aluno adestrado", hoje professor, não consegue afastar os monstros e vilões da Matemática.

A Matemática está na vida e nem sempre percebemos, pois fomos formados para olhar sem ver; tocar sem sentir; tentar sem errar. É aí, que encontramos o nó que impossibilita-nos de penetrar no mundo dos conteúdos matemáticos. Para desatar este nó, precisamos perceber os processos intuitivos espontâneos que os indivíduos constróem para viver e enfrentar os desafios da vida, e entender sua lógica.

Os desafios nos fazem pensar, simular, tentar, expressar, discutir, errar e acertar. Estas ações são indispensáveis quando se almeja desenvolver o raciocínio lógico-matemático; e, só é possível realizá-las quando somos instigados a entender a natureza das ações matemáticas, colocar tudo que sabemos em jogo, para defrontarmos com o novo e aprender mais um pouco.

Aproveitar esse saber construído no cotidiano, fora da escola, entendendo o processo que cada um criou para trabalhar a Matemática é o ponto de partida para a compreensão deste conhecimento.

O ponto de chegada, cada um saberá ao passo que for mais instigado e desafiado a desenvolver seu raciocínio, para a construção gradual da linguagem matemática a fim de expressar os seus processos elaborados, resolvendo as propostas oferecidas pela vida.

E, por falar nisso, coloque em jogo tudo o que você conhece, resolva este desafio e quem sabe, poderá espantar seus temores da Matemática e encarar seu professor como um galã de cinema:

Fila de Soldados (1)

Dez soldados devem ser colocados em cinco filas. Em cada fila devem ficar exatamente quatro soldados. Nenhum soldado pode ficar fora da formação.

- Dicas: as fileiras dos soldados podem se cruzar.

É fácil, não?!

Palavras-chave

educação popular, educação


, Brasil, Rio de Janeiro

Notas

(1)O pentágono estrelado. A solução do problema é perfilar os soldados sobre os lados e os vértices do pentágono estrelado. Desta forma, cada soldado figura em duas filas e os dez formam cinco filas, com quatro elementos em cada uma delas.

Através do insentivo à produção e leitura de fichas de capitalização de experiências pedagógicas, a rede BAM pretende favorecer a um processo de formação continuada junto a coletivos de educadores de jovens e adultos (hoje, existentes nos estados do Rio de Janeiro e Pernambuco). Está apoiado numa metodologia que valoriza a autoria e promove a interação entre educadores de diferentes contextos.

Fonte

Texto original

SAPÉ (Serviços de Apoio à Pesquisa em Educaçào) - Rua Evaristo da Veiga, 16 SL 1601, CEP 20031-040 Rio de Janeiro/RJ, BRESIL - Tel 19 55 21 220 45 80 - Fax 55 21 220 16 16 - Brasil - sape (@) alternex.com.br

contacto mapa do site menções legais