Chamada

a contribuições

Dossiês em preparação

2008 / 2009

- Povos indígenas - Atingir a sustentabilidade pelas filiais: da produção ao consumo

español   français   english   português

dph participa da coredem
pt.coredem.info

buscar
...
diálogos, propuestas, historias para uma cidadania mundial

Ciências Naturais e Alfabetização

Uma experiência Interdisciplinar com jovens e adultos

Maria do Carmo PONTES

07 / 1997

O CEJA (Centro de Educação de Jovens e Adultos), buscando trabalhar Educação de Jovens e Adultos numa perspectiva de integração dos conhecimentos cientificamente elaborados com os conhecimentos não formais do alunado, vem, na área de Ciências Naturais, procurando fazer um trabalho de libertação, alfabetizando o indivíduo, objetivando a proporcionar aos alunos a aquisição da leitura e da escrita de seu ambiente, do seu corpo, de sua vida, estabelecendo assim sua luta por espaços na sociedade em que estão inseridos, exercendo o seu papel de cidadão.

Cremos que os conteúdos de Ciências Naturais articulados ao processo de alfabetização de jovens e adultos trabalhadores. Possibilita ao indivíduo a leitura do mundo, ajudando-o a compreender fenômenos físicos, químicos e biológicos que muito lhe serão úteis no seu dia-a-dia, e que sejam percebido os avanços da ciência, da tecnologia e de suas expressões na sociedade.

Esse trabalho de alfabetização em ciências naturais tem como ferramenta central a interdisciplinaridade, que aqui não é apenas integração das disciplinas, mas integra razão e emoção, teoria e prática, indivíduo e sociedade, conhecimento factual e experiência.

Alfabetização através das ciências naturais se mostra nesse trabalho, facilitadora e responsável pela construção do ser humano, dando assim, a contribuição para reivenção da Educação de Jovens e Adultos e do ensino de ciências na Educação brasileira.

Palavras-chave

cidadania, educação popular, educação


, Brasil, Olinda, Pernambuco

dossiê

Estimular o registro e a sistematização de experiências pedagógicas

Notas

Maria do Carmo é educadora de Jovens e Adultos, vinculada à Secretaria Municipal de Educação de Olinda e integra a comissão de interligação desse coletivo.

Através do insentivo à produção e leitura de fichas de capitalização de experiências pedagógicas, a rede BAM pretende favorecer a um processo de formação continuada junto a coletivos de educadores de jovens e adultos (hoje, existentes nos estados do Rio de Janeiro e Pernambuco). Está apoiado numa metodologia que valoriza a autoria e promove a interação entre educadores de diferentes contextos.

Fonte

Texto original

SAPÉ (Serviços de Apoio à Pesquisa em Educaçào) - Rua Evaristo da Veiga, 16 SL 1601, CEP 20031-040 Rio de Janeiro/RJ, BRESIL - Tel 19 55 21 220 45 80 - Fax 55 21 220 16 16 - Brasil - sape (@) alternex.com.br

contacto mapa do site menções legais